Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Curiosidades

A relação entre a saúde e o consumo de sal

A relação entre a saúde e o consumo de sal
Foto: Divulgação

Por: Dr. Sérgio Machado

 

Vários são os alertas emitidos pela Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) a respeito do consumo do sal, um desses alertas aponta que se todos os brasileiros consumissem o sal de forma moderada seguindo principalmente os padrões recomendados pela OMS, possivelmente o número de óbitos causados por Acidente Vascular Cerebral (AVC) sofreria uma redução de 15%, além de uma diminuição de aproximadamente 10% do número de mortes por infarto.

Esse percentual de consumo indicado pela OMS é de 5g diário por pessoa e para facilitar a medida, o uso diário deverá ser equivalente a uma colher de chá, Isso sem dúvida também ajudaria aproximadamente 1,5 milhão de pessoas a se livrarem de medicação para hipertensão e a expectativa de vida de cada pessoa hipertensa aumentaria mais quatro anos.

2721

Você pode estar imaginando que esse é um assunto para nutricionista. Porém, é inegável que a maioria das pessoas buscam um especialista em nutrição quando a saleira já secou, o coração já reclamou e a pressão arterial não normalizou e, com muita pressão do médico a partir de um encaminhamento. Lógico que há exceções, mas são raras. Portanto, pela sua importância é um assunto que deve ser levado em conta e discutido por todos nós.

Sou médico cardiologista há vinte e oito anos e a maioria dos pacientes que buscam tratamento cardiológico nunca buscaram o acompanhamento de um nutricionista antes de começarem a sentir alguns sintomas decorrentes do uso excessivo do sal. É por esse motivo que hoje resolvi abordar um pouco sobre a importância do consumo moderado de sal e da visita frequente a um profissional de nutrição.

O assunto muito embora pareça insípido, mas é muito sério e ajudará você a evitar sérios problemas de saúde. Mas, porque o sal é tão perigoso para a saúde, se analisarmos a composição desse ingrediente, perceberemos que ele possui cloro e sódio por isso ele é conhecido como cloreto de sódio, ou seja o sal que você possui aí na sua cozinha ele possui na sua composição 40% de sódio. 

Atualmente podemos encontrar no mercado algumas opções, entre eles o sal light, pois contém baixo teor de sódio, ideal para pessoas com hipertensão. Contudo, mesmo com o baixo teor de sódio, a recomendação ainda permanece a mesma sobre a quantidade que devemos ingerir diariamente, não devendo ultrapassar os 5g. Outra alternativa é o sal vegetal (salicórnia), que pode ser encontrado nas versões em conserva ou em pó, além de sua misturada em outras ervas.

Vamos relacionar aqui alguns problemas de saúde que por ventura você tenha se queixado, sem imaginar que o excessivo consumo de sal tenha sido o grande vilão. o sódio em excesso aumenta a capacidade sanguínea de "puxar" líquidos dos tecidos para o sangue. Por sua vez organismo, ao tentar manter o equilíbrio e normalizar a ausência de água nas células, aumentará a pressão arterial para tentar 'irrigar' melhor os tecidos. Em grande parte dos casos, apenas o controle no consumo de sal é suficiente para reverter os malefícios, porém, após muitos anos de pressão alta já haverá lesões irreversíveis em alguns órgãos.

Outro fator causado pelo alto consumo de sódio é o problema nos rins, esse órgão que é o responsável por filtrar e expelir todas as substâncias tóxicas do nosso corpo, pode ter seu funcionamento comprometido, já que ele tem uma capacidade limitada para filtrar e excretar o sal. A hipertensão é uma das principais causas de doença renal crônica. Além disso, ingerir muito sal aumenta os riscos de cálculo renal. O envelhecimento precoce é outro fator gerado pelo excesso no consumo de sal, já que ele deixa o metabolismo celular mais lento.

Evite o consumo excessivo de sal, para que você tenha sucesso na redução do consumo é só evitar ao máximo o consumo de produtos industrializados e dê preferência aos alimentos frescos e naturais. Tente fugir dos temperos prontos, todos possuem sódio em excesso e procure sempre um profissional de nutrição para melhores orientações.

Notícias Relacionadas