Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Curiosidades

Covid-19: Precisamos retornar a (nova) normalidade

Covid-19: Precisamos retornar a (nova) normalidade
Foto: Divulgação

Por Dr. Sérgio Machado

 

Começo com uma pergunta; o que você quer ser quando crescer? Essa simples pergunta nos leva ao passado, nos fazem quando crianças, mas tem significado no nosso futuro; qual mão de obra seremos no mercado de trabalho?  Feliz Dia do Trabalhador, especialmente aos ditos trabalhadores dos serviços essenciais.

Existe uma expectativa muito grande em sabermos quando esta pandemia vai acabar. Ninguém sabe ao certo, eu arrisco no início de julho de 2020. Mas o mundo que tínhamos não será o mesmo!  Estamos aprendendo diariamente como prevenir e combater essa doença. 

Necessitamos nos conhecer melhor fisicamente e praticarmos as medidas de Biossegurança, para nos mantermos vivos e sadios. Precisamos nos preparar para o que estão chamando de nova normalidade. A partir de quando?  A partir de agora! Cada um tem o seu papel, o indivíduo, as comunidades e as Autoridades. Não existirá nova normalidade sem a intervenção da Saúde Pública repercutindo na vida de cada um de nós, de cada localidade e definitivamente. 

A nossa Economia, completamente dependente do Distrito Industrial de Manaus, está completamente dependente do sucesso da atuação da nossa Saúde Pública, essa guiará quais as localidades poderão iniciar as medidas de relaxamento de Biossegurança, quais os setores que poderão reiniciar suas atividades e como isso será feito. 

Para isso precisamos de informações precisas, reais, honestas, de como a pandemia estava se comportando, o que podemos esperar e como passou a se comportar após o relaxamento destas medidas. Tudo isso com a finalidade de preservarmos a nossa caríssima força de trabalho, minimizar os danos na nossa cambaleante economia e sem sobrecarregar o heróico sistema de saúde pública. 

Caso o relaxamento aumente os números de doentes, voltaríamos ao rigor das medidas de Biossegurança.  Entramos nessa juntos e sairemos dessas juntos. O teu luto é o meu luto. A tua vitória é a minha vitória. Eu confio no meu povo amazonense, tenho muita esperança que em breve estaremos melhor. Um recado para as nossas Autoridades locais; competentes os senhores já provaram que não são, mas estejam honestos nesse momento tão crítico.

A Paz esteja convosco.

Notícias Relacionadas