Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Esportes

Aluna representará o Amazonas em Campeonato Brasileiro de Xadrez

Cibelly Libório, da Escola Estadual Áurea Pinheiro Braga, é tricampeã pela Federação Amazonense da modalidade (FAX)

Aluna representará o Amazonas em Campeonato Brasileiro de Xadrez
Foto: Divulgação

“Agora, é um sonho. Antes, era uma busca curiosa para entender o jogo. Hoje, é a minha paixão”. É assim que a estudante da Escola Estadual Áurea Pinheiro Braga (CMPM 4), Cibelly Libório, de 14 anos, define a sua trajetória no xadrez. A atleta é tricampeã (2017, 2018 e 2020) pela Federação Amazonense da modalidade (FAX) e, neste ano, a única representante do estado no Campeonato Brasileiro de Xadrez, na categoria Sub-16, que acontece em Florianópolis (SC), de 18 a 21 de abril.

A estudante, que iniciou os treinos aos 10 anos de idade, após a modalidade ser implantada na sua unidade escolar, afirma que esse sonho é, agora, um objetivo – e que pretende seguir carreira. “Eu tenho me preparado bastante. Hoje, almejo o primeiro lugar do campeonato e sei que posso e tenho capacidade de consegui-lo. Logo, representar o Amazonas e o ensino público em um competição nacional é um dos muitos prêmios que o xadrez me trouxe”, explica.

O esforço e a dedicação da aluna são ainda a motivação de outros estudantes que alcançam no esporte resultados tão importantes quanto os de Cibelly. “Quando iniciei, fui uma das primeiras da minha sala a ganhar destaque, porém, depois que os meus colegas viram os resultados, eles passaram a buscar outras modalidades, e hoje a gente tem outros atletas. Então, eu me vi como incentivadora disso”, conta.

O professor e treinador de Cibelly, Jhonny Souza, que orientou a aluna durante o seu processo de aprendizagem, faz grandes elogios à jovem. “Ela sempre demonstrou um interesse, assim como aptidão no jogo. Isso tudo com muita força de vontade e o desejo de aprender ainda mais. Com o treinamento adequado, ganhou destaque e passou a participar de vários campeonatos, sendo campeã em muitos deles”, disse.

Reconhecimento – A mãe de Cibelly, Sueide Curte, conta como a filha tem sido motivo de orgulho e disciplina, desde que o xadrez passou a parte da sua rotina. “Minha filha passou a ser mais concentrada, com um foco extraordinário. O jogo trouxe outra perspectiva a sua vida, e nós, família, nos enchemos de orgulho da sua trajetória e a apoiamos em seu sonho, que está virando realidade. É muito importante esse reconhecimento da escola e também da comunidade, que sente orgulho dos passos dados pela minha filha”, destaca Sueide.

Também atenta aos benefícios que o esporte traz aos estudantes, a gestora da unidade escolar, Maria de Jesus, comenta sobre o modelo desenvolvido juntos aos alunos.  “Já tem um tempo que a escola passou a ampliar as atividades voltadas ao esporte, pois entendemos que o mesmo ajuda muito na aprendizagem, visto que estudantes que não tinham afinidade hoje dedicam-se a alcançar novos resultados”, finaliza.

Notícias Relacionadas