Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Esportes

Seleção Amazonense de Beach Soccer feminino disputa 1º Circuito da modalidade no Rio de Janeiro

Seleção Amazonense de Beach Soccer feminino disputa 1º Circuito da modalidade no Rio de Janeiro
Foto: Divulgação

A Seleção Amazonense de Beach Soccer vai disputar, entre os dias 23 e 26 de agosto, o 1º Circuito de Beach Soccer, que acontece na praia de Copacabana, na cidade do Rio de Janeiro. A equipe, que viaja nesta quarta-feira (21), conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), que além de doar as passagens para a viagem, também cedeu o espaço de treinos, realizados no Centro Estadual de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, na zona Norte da cidade.

A competição é promovida pela Federação de Beach Soccer do Rio de Janeiro e terá ainda nas disputas as seleções Carioca, e do Distrito Federal e dos estados do Paraná e Espirito Santo. O time amazonense foi criado há aproximadamente um mês pelo ídolo e segundo maior goleador da história da Seleção Brasileira de Beach Soccer, Junior Negão, que também atua como técnico da equipe.

Mesmo diante de times mais experientes, a equipe amazonense promete representar bem o nome do estado. É o que garante o técnico. “Nós sabemos da força do futebol feminino aqui de Manaus. São 10 meninas que saem do futsal, fut7, e que estão se entrosando na areia. Elas me surpreenderam, demonstram muita garra, o que me assegura quanto a uma boa representação nessa competição”, explicou.

2423

Junior Negão contou que a montagem do time aconteceu por meio de uma seletiva, que durou cinco dias e testou 50 jogadoras. Segundo ele, devido à quantidade de atletas que se apresentaram, foi possível realizar a peneira e escolher as mais bem condicionadas. Ele também ressaltou que o torneio será uma importante vitrine para as jogadoras, uma vez que vai ser transmitido para a Rússia.

Diante das boas perspectivas para a competição, o secretário de Juventude, Esporte e Lazer, Caio André de Oliveira, parabenizou a equipe pelo trabalho e reforçou o apoio ao time. “Temos muitas meninas habilidosas e agora, com essa seleção, acredito que teremos ainda mais conquistas. A Sejel está prestando todo o apoio possível ao elenco, e aproveito para parabenizar todos os envolvidos nesse grande projeto”.

2424

Expectativas – O presidente da Federação Amazonense de Futebol de Areia (Fafa), Junior Caixa, contou que a Confederação de Beach Soccer do Brasil (CBSB) deve montar a seleção brasileira para disputar o mundial da modalidade, e esse circuito pode revelar atletas para compor o time.

“Essas meninas têm sonhos, e algumas já tinham perdido a esperança de viver de futebol, mas com essa disputa reacende a vontade, a inspiração para jogar. Capacidade e habilidade, elas têm de sobra. É um momento único, em que muitos olhares estarão voltados para elas, podendo, inclusive, acontecer de serem convocadas para a Seleção Brasileira”, salientou.

Silvania Magalhães, de 23 anos, é uma das goleiras do time que jogava futsal e está se adaptando a modalidade. Ela falou sobre a nova experiência. “Tem algumas regras que estou pegando ainda, porém o conjunto é muito bom, e acredito numa boa apresentação na competição. Eu sei o quanto essa competição é importante e o quanto pode mudar a nossa carreira. Sei que todas darão o seu melhor”, completou.

2425

Outra que está com pensamento positivo é Estefany Ribeiro, 21, que sempre sonhou jogar profissionalmente e que vê essa competição como o pontapé que faltava. “Gosto de futebol desde os meus 7 anos de idade. Estava longe dos campos há alguns anos, mas quando soube dessa seletiva, corri para cá e para a minha surpresa, fui selecionada. Sinto que este será um ótimo momento na minha vida como jogadora”, falou.

Notícias Relacionadas