Coronel Menezes sai da Suframa a pedido do Centrão e general assume

378

Menezes tem uma relação próxima de amizade com Bolsonaro, mas não resistiu a pressão dos parlamentares do Centrão.

Em troca de apoio dos deputados que compõe o chamado ‘centrão’, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), troca o coronel Alfredo Menezes por general no comando da Suframa.

Quem assume no lugar de Menezes é o General Algacir Polsin, comandante da 4ª Região Militar que deverá ser nomeado para o cargo. O superintendente da Suframa, Coronel Alfredo Menezes, foi informado ainda durante a noite desta terça-feira (2), que será substituído na Suframa pelo presidente Jair Bolsonaro.

Menezes tem uma relação próxima de amizade com Bolsonaro, mas não resistiu a pressão dos parlamentares do Centrão.

A saída de Menezes foi uma exigência de parlamentares do Centrão, que em troca passa a apoiar incondicionalmente o governo Bolsonaro, diante de uma grande crise política que se instaurou no Palácio do Planalto, após investigações envolvendo os filhos do presidente virem à tona.

Para fugir de pedidos de impeachment que não param de chegar a mesa diretora da Câmara dos Deputados, Bolsonaro deixou seu discurso de não compactuar com a velha política, e passou a distribuir cargos em secretarias e ministérios para deputados do centrão, muitos comandados por figuras conhecidas como o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), condenado no mensalão e o também ex-deputado Waldemar da Costa Neto (PL).