Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Homem é executado a tiros na Compensa enquanto pegava um Uber

Homem é executado a tiros na Compensa enquanto pegava um Uber
Foto: Divulgação

Manaus / AM - Um homem identificado como sendo Rodrigo da Silva Carvalho, de 33 anos, foi executado com pelo menos quatro tiros na noite desta quinta-feira (1°) dentro de um veículo na rua Abraão Cardoso, localizado no bairro da Compensa, na zona Oeste da capital amazonense.

De acordo com informações de policiais militares da 8° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Rodrigo e mais um homem não identificado, tinham acabado de embarcar em um veículo de aplicativo, modelo Onix de placas QPO-8005, que servia como transporte de aplicativo, quando foram surpreendidos por dois homens armados, que dispararam várias vezes contra eles.

Segundo os militares, Rodrigo teria solicitado uma corrida pelo aplicativo e foi emboscado por dois homens, ainda não identificados, logo após embarcar no veículo.

Pelo menos quatro tiros acertaram a vítima, sendo três no tórax e outro no maxilar. Não há informações sobre o homem que acompanhava Rodrigo que fugiu do local após o tiroteio.

O motorista do Uber, que não tem envolvimento com a criminalidade, foi ferido no braço e no ombro e socoreido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), sendo conduzido até o Pronto Socorro 28 de Agosto. Ele foi identificado como Rodrigo Neves de Azevedo, de 25 anos.

Rodrigo é figura conhecida no tráfico de drogas na região e seria próximo do traficante conhecido como “Índio”, morto na semana passada, no mesmo bairro.

Após os disparos, os suspeitos fugiram do local sem serem identificados tomando rumo ignorado. Índio como era conhecido a vítima, não resistindo aos ferimentos e veio a óbito ainda no local.

O corpo do homem foi encaminhado para a sede do Instituto Médico Legal (IML) no bairro da Cidade Nova na zona Norte de Manaus, onde passará por exames de necropsia antes de ser liberado para o sepultamento por parte de familiares.

Ninguém quis comentar sobre o homicídio no local, mas a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que já investiga o caso.

Em nota, a empresa Uber lamenta o ocorrido e se solidariza com o motorista ferido durante a ação criminosa.

Nota

A Uber lamenta profundamente que cidadãos que desejam apenas trabalhar ou se deslocar sejam vítimas da violência que permeia nossa sociedade.

A empresa permanece à disposição para colaborar com as autoridades no curso de investigações ou processos judiciais, nos termos da lei. AVISO - Imagens com conteúdo violento. Se deseja exibir click neste aviso.

Notícias Relacionadas