Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Mulher é morta a tiros no Centro de Manaus

Mulher é morta a tiros no Centro de Manaus
Foto: Divulgação

Manaus / AM - Uma mulher foi morta a tiros na noite desta segunda-feira (23), vítima de uma possível emboscada na na rua Lobo D’ Almada, bairro do Centro na zona Sul da capital amazonense. A vítima foi identificada como aendo Fernanda Caroline Chaves Pinho, de 25 anos, conhecida como “Barbie” ou "Bárbara Caroline".

Segundo informações de testemunhas, a mulher que era garota de programa na área, conhecida como ponto de prostituição da capital, teria recebido uma ligação e quando se dirigiu até o ponto determinado foi surpreendida pelo seu assassino.

O suspeito se aproximou e disparou diversos tiros à queima-roupa contra a mulher que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito ainda no local. O assassino fugiu do local sem ser identificado.

A mulher foi atingida com 4 tiros, sendo três na cabeça e uma nas costas.

O atirador utilizou uma pistola calibre 380. “Barbie” ou Bárbara Caroline como gostava de ser chamada já foi notícia nacional, quando tinha 22 anos de idade.

Ela se relacionou com um homem de Porto Alegre. Durante uma visita na casa do mãe do rapaz no estado do Rio Grande do Sul, Bárbara acabou sendo descoberta como garota de programa e relacionada ao tráfico e denunciada à polícia.

A mulher foi presa no aeroporto de Porto Alegre quando tentava embarca para Manaus. Na época, ela já tinha um mandado de prisão em aberto pelo crime de tráfico de drogas expedido pela justiça de Campo Grande (MS), quando foi presa e condenada por tráfico, a 5 anos e 10 meses de prisão.

Ela fugiu da penitenciária de Campo Grande pulando o muro. Já em Porto Alegre, também foi indiciada por falsidade ideológica.

Em Manaus, a mulher além de garota de programa continuava com as ações ligadas ao tráfico.

Bárbara era conhecida no crime por fazer “casinha”, ou seja, servir de isca para atrair traficantes rivais para execuções.

O corpo da jovem foi removido para a sede do Instituto Médico Legal (IML), no bairro da Cidade Nova na zona Norte de Manaus e ficará a disposição da família para o sepultamento.

A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) deve investigar o caso. AVISO - Imagens com conteúdo violento. Se deseja exibir click neste aviso.

Notícias Relacionadas