Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Mulher e presa por invadir e vender terrenos em Manaus

Polícia Civil prende mulher por comandar milícia em terreno invadido na rodovia estadual AM-010

Mulher e presa por invadir e vender terrenos em Manaus
Foto: Divulgação
A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado Bruno Fraga, titular do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou na tarde desta segunda-feira (10), durante coletiva de imprensa realizada às 14h30, no prédio da unidade policial, sobre o cumprimento de mandado de prisão temporária, por constituição de milícia e tráfico de drogas, em nome de Alzione Santos de Souza, de 37 anos, investigada por invadir o terreno de uma comunidade no Km 37 da rodovia estadual AM-010 e comandar o tráfico de drogas no local.

De acordo com a autoridade policial, as investigações em torno do caso iniciaram há quatro meses, a partir de delações feitas ao número 181, o disque-denúncia da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), informando que Alzione loteava e distribuía terrenos na comunidade Paraíso Verde, no ramal da Cachoeira do Leão, Km 37 da AM-010.

“Ao longo das investigações, constatamos que a infratora cobrava uma quantia mensal dos moradores da comunidade para que eles permanecessem no local. As pessoas que se recusavam a pagar a quantia estipulada por ela eram expulsas do lugar. Além disso, Alzione comandava o tráfico de drogas na região, e o dinheiro recebido por ela era investido na comercialização ilegal de material entorpecente naquela área”, explicou Fraga.

A ordem judicial em nome de Alzione foi expedida no dia 9 de abril deste ano, pelo juiz Rômulo Garcia Barros Silva, no Plantão Criminal. A mulher foi presa pela equipe do 26º DIP na manhã de domingo (9), por volta das 9h, na comunidade Paraíso Verde. O titular da unidade policial destacou que as investigações irão continuar, até que todos os envolvidos no esquema ilícito sejam identificados e possam responder criminalmente pelos atos cometidos.

Indiciamento – Alzione foi indiciada por constituição de milícia e tráfico de drogas. Ao término dos procedimentos cabíveis no prédio do 26º DIP, ela será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), no Km 8 da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Notícias Relacionadas