Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Pai condenado a 18 anos por estuprar as filhas é preso em Manaus

Polícia Civil prende homem condenado a mais de 18 anos de reclusão por estuprar as próprias filhas em Manaus

Pai condenado a 18 anos por estuprar as filhas é preso em Manaus
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas, representada pelo delegado Rafael Costa e Silva, titular do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou, na manhã desta quarta-feira (29), durante coletiva de imprensa realizada às 11h, no prédio a unidade policial, sobre o cumprimento de mandado de prisão, em razão de sentença condenatória, em nome de um homem de 55 anos, por estupro de vulnerável contra as próprias filhas, que tinham quatro e dez anos de idade quando a violência sexual aconteceu, em 2015.

1968

Conforme a autoridade policial, o infrator foi preso pela equipe do 4° DIP no início da tarde de terça-feira (28), por volta de meio-dia, nas dependências do prédio de um órgão público situado na rua Maceió, bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-sul da cidade. A ordem judicial em nome dele foi expedida no dia 15 de abril deste ano, pelo desembargador João Mauro Bessa, da 1ª Câmara Criminal. O infrator foi condenado a 18 anos e oito meses de reclusão, segundo o delegado.

“Na época do delito, as duas crianças delataram os abusos sexuais praticados pelo pai para a avó, que acionou a polícia. As práticas ilícitas já estavam acontecendo há alguns meses, na casa onde eles moravam, no bairro da Paz, zona Centro-oeste da cidade. O pai molestava as filhas e, inclusive, os exames periciais confirmaram que o infrator introduziu o órgão sexual nas vítimas. Essas situações surpreendem até mesmo nós, policiais, que já atuamos na instituição há tantos anos”, explicou o delegado.

O titular do 4° DIP informou, ainda, que durante termo de declaração as vítimas relataram que apanhavam do pai e que ele chegou até a passar batom nelas para que se passassem pela mãe. O infrator também obrigava as crianças a assistir conteúdos pornográficos com ele. O delegado enfatizou que as crianças estão sob os cuidados da avó e que a mãe da vítima já está separada do infrator.

Ao término dos procedimentos cabíveis no 4° DIP, o homem será conduzido ao regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), situado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Notícias Relacionadas