Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Polícia apresenta homem que matou e enterrou o próprio filho

Polícia Civil prende ajudante de pedreiro pela autoria do homicídio do próprio filho no bairro do Jorge Teixeira na zona Leste de Manaus

Polícia apresenta homem que matou e enterrou o próprio filho
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Amazonas cumpriu mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado em nome do ajudante de pedreiro Rogério Alexandrino dos Santos de 27 anos, autor da morte do próprio filho, David Nonato Bento dos Santos, que tinha sete anos.

A informação é do delegado Paulo Martins, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que falou, na manhã desta terça-feira (18), durante coletiva de imprensa realizada às 9h30, no prédio da especializada, sobre a ação.

De acordo com a autoridade policial, Rogério foi conduzido na tarde de segunda-feira (17), por volta das 15h, por policiais militares lotados na 15ª e 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), após confessar a um amigo dele que havia matado o próprio filho no dia 12 de junho deste ano. O crime aconteceu na casa do infrator, localizada no conjunto João Paulo, bairro Jorge Teixeira, zona Leste da capital.

"Os policiais militares se deslocaram até o local, onde encontraram o corpo da criança enterrado no imóvel, já em estado de decomposição. Rogério foi conduzido ao prédio da DEHS, onde realizamos as oitivas dos envolvidos. Ainda na tarde de ontem, representei à Justiça o pedido de prisão preventiva em nome do infrator, que foi prontamente expedido pela juíza Luciana da Eira Nasser, no Plantão Criminal. Por volta das 19h, cumprimos a ordem judicial", explicou Martins.

2058

O titular da DEHS informou, ainda, que durante depoimento na especializada, Rogério alegou que a motivação do crime teria sido um desentendimento com a mãe dele, que criava a criança. Segundo o delegado, o crime foi premeditado, pois a cova onde o corpo da criança foi enterrado havia sido cavada três dias antes do crime.

"Rogério buscou David na casa da mãe dele uma semana antes do crime e o deixou na casa de um amigo. No dia do fato, o infrator pegou a criança, a conduziu até à casa dele e desferiu várias pauladas no próprio filho, causando o óbito. Logo em seguida, enterrou o corpo da vítima. Um crime bárbaro que surpreende até nós, que atuamos na polícia há tantos anos", argumentou o delegado.

Martins destacou que os familiares sentiram falta da criança e acionaram a polícia. "Inclusive, o amigo de Rogério, onde a vítima havia ficado, chegou a perguntar sobre o paradeiro de David. Então, Rogério acabou confessando o delito a ele", disse o delegado.

Rogério foi indiciado por homicídio qualificado. Ele também irá responder pelo crime de ocultação de cadáver. Ao término dos procedimentos cabíveis na DEHS, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), localizado no quilômetro oito da rodovia federal BR-174, onde irá ficar à disposição da Justiça.

Notícias Relacionadas