Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Polícia Civil começa a ouvir os envolvidos na morte de engenheiro

Polícia Civil começa a ouvir os envolvidos na morte de engenheiro
Foto: Reprodução

A Justiça do Estado do Amazonas decretou na manhã desta quinta-feira (3) as prisões temporárias de quatro pessoas suspeitas pelo assassinato do engenheiro Flávio Rodrigues  dos Santos, de 42 anos.

Os pedidos de prisões temporárias foram feitos pela Polícia do Estado do Amazonas e decretadas na última quarta-feira (2) em Plantão judicial. O processo foi distribuído para a 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus e tramita sob segredo de justiça.

Durante a manhã desta quinta-feira (3), Elielton Magno de Menezes Gomes Júnior, apontado como um dos homens que estavam na festa onde o engenheiro desapareceu, foi preso por uma equipe da Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestro (DEHS) dentro da emissora de Televisão ACrítica, localizada na avenida André Araújo, bairro Aleixo, zona Centro-sul da capital, onde o suspeito concedia uma entrevista para o apresentador Siqueira Júnior.

Segundo informações da Polícia Civil, um segundo suspeito de participar da festa, de nome José Junior, conhecido como "Junior Gordo", foi preso e se encontra custodiado no 19° Distrito Integrado de Polícia (DIP), de onde será transferido para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros onde será ouvido.

Junior é o “amigo” que teria levado Flávio até a festa e foi ele teria sido levado para mortr e também foi o responsável em registrar o Boletim de Ocorrência (BO), no qual eles alegaram que havia ocorrido uma invasão e um sequestro, versão refutada no dia seguinte pela própria Polícia e pelo síndico do condomínio.

A Polícia não quis revelar os nomes das pessoas presas para não atrapalhar as investigações.

Notícias Relacionadas