Polícia Civil frusta assalto com explosivo em Manaus e prende cinco pessoas

254

Manaus / AM – A Polícia Civil do Amazonas prendeu na madrugada desta quinta-feira (30), um grupo criminoso composto por cinco homens ainda não identificados enquanto tentavam explodir um cofre de um posto de gasolina localizado na avenida Constantino Nery, zona Sul de Manaus.

Segundo informações repassadas pelo delegado Aldeney Góes, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), o grupo já vinha sendo investigado a cerca de um mês quando aconteceram as primeiras explosões em cofres de postos de combustíveis da capital.

A especializada que já vinha monitorando os suspeitos, percebeu que o grupo se movimentava para praticar mais um assalto. Os agentes realizaram uma campana no posto e impediram a ação na madrugada de hoje.

Com os suspeitos foram encontrados uma arma de fogo e os artefatos explosivos, que seriam utilizados para explodir o cofre no local.

Uma equipe do Grupamento de Manejo de Artefatos Explosivos (Marte), foi acionada para desarmar na o artefato explosivo que estava com o grupo, que tentou explodir um cofre em um posto de combustíveis na avenida Constantino Nery em Manaus.

O grupo é responsável por outras três explosões que ocorreram neste mês de julho em pontos diferentes da cidade.

Na ação dessa madrugada, a detonação foi impedida, mas eles haviam armado o artefato, por isso, o grupo Marte foi acionado para fazer a remoção do explosivo e por isso, o local passou algumas horas interditado.

“Eles sempre agiam do mesmo modo operandi: um agia quebrando o cofre, outro fazia a vigilância e outro amedrontava os frentistas os mantendo sobre a mira de arma de fogo, e assim eles iam se revezando, iam usando máscaras para despistar”, explicou o delegado.

O delegado informou ainda que além dos cinco presos em flagrante, há outros investigados que compõem a rede especializada neste tipo de crime. A maioria já responde por tráfico de drogas e tinham mandado de prisão em aberto. Os suspeitos foram levados para procedimentos cabíveis na delegacia especializada.