Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Polícia deflagra a Operação Lírio do Vale na zona Oeste de Manaus

O grupo criminoso agia no bairro do Lírio do Vale na zona Oeste da capital amazonense comandando o tráfico de drogas e outros crimes na região

Polícia deflagra a Operação Lírio do Vale na zona Oeste de Manaus
Foto: Divulgação

Manaus / AM - Policiais civis do 19º Distrito Integrado de Polícia (Dip), deflagraram a operação denominada "Lírio do Vale", para o cumprimento de oito mandados de prisão de pessoas envolvidas diretamente ligadas a homicídios e crime de tráfico de drogas no bairro de mesmo nome, na zona Oeste da capital amazonense.

Segundo informações do delegado titular Aldeney Goes, a quadrilha foi monitorada desde o mês de maio deste ano, utilizando-se para isso de ação controlada, onde foi possível obter elementos suficientes de prova para que a prisão preventiva do grupo fosse desencadeada pelos crimes de tráfico de drogas e associação criminosa.

"Durante a investigação, ficou claro que o grupo criminoso atuava de forma organizada para receber as drogas vindas na maioria do interior do Estado e distribuir para os traficantes que integravam a quadrilha", destacou Aldeney.

Sete pessoas foram apresentadas na manhã desta quinta-feira (11) na sede da delegacia, e um oitavo envolvido na organização criminosa já está preso no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), na BR-174 que liga Manaus à Boa Vista.

Foram presos Monike Cássia Souza da Silva, de 28 anos; Keisse dos Santos Costa, de 37 anos; Celson Alves dos Santos, de 36 anos, conhecido como "Amerelo"; Eliaquim Vieira Batalha, de 29 anos; Gabrielly Farias de Melo, de 21 anos; Samuel Vieira Batalha, 22 anos; Erilane Ramos de Oliveira, de 35 anos, e Anderson Barbosa Felipe, de 34 anos, conhecido como "Peruca".

Em relação a Celson, vulgo "Amarelo", seu mandado de prisão foi cumprido na cadeia pública, de onde controlava os demais envolvidos a distância.

Em relação a Anderson Peruca, foram cumpridos dois mandados de prisão na carceragem da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) onde o mesmo já estava preso por suspeita de participação em homicídios nesta cidade.

Além dos presos, a Polícia Civil não encontrou alguns dos alvos em suas residencias e assim foram declarados foragidos, sendo eles Adsob da Costa o vulgo "Velho ou Bombom"; Cleyton Farias Melo e Robert Douglas da Silva e Silva conhecido como "Chocolate". Outras pessoas estão sendo investigadas por ajudar a organização criminosa a fugir e a cometer os crimes a eles imputados.

Notícias Relacionadas