Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Polícia deflagra operação contra abuso e exploração sexualde Crianças e adolescentes

Contra abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, operação da Polícia Civil é desencadeada em Manaus

Polícia deflagra operação contra abuso e exploração sexualde Crianças e adolescentes
Foto: Divulgação

Manaus / AM - A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), desencadeou na manhã deste sábado (18) a Operação "Araceli" contra o abuso e a exploração sexual infanto-juvenil em Manaus. Entre os alvos dos mandados de prisão, busca e apreensão, estão pessoas envolvidas com os crimes contra crianças e adolescentes.

Com apoio da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), os mandados foram cumpridos desde as primeiras horas da manhã em diversos bairros da capital. O secretário de Segurança Pública, Coronel Louismar Bonates, acompanhou os trabalhos ao lado do Delegado-Geral Adjunto da Polícia Civil, Orlando Amaral, e a titular da DEPCA, delegada Joyce Coelho. Mais de 80 policiais civis participam da operação.

Os mandados estão sendo cumpridos em bairros da zona Sul, Centro-sul, Norte e Leste de Manaus. A operação ocorre em alusão do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto-juvenil, comemorado no dia de hoje.

Uma entrevista coletiva com o balanço da operação está marcada para 10h deste sábado na sede da DEPCA, localizada na rua Adelaide Carraro, n256, bairro Planalto.

Indicadores – Com o aumento das denúncias de abuso sexual contra crianças e adolescentes, o número de casos investigados pela Polícia Civil cresceu 28% no primeiro trimestre. Conforme indicadores da SSP-AM, entre janeiro e março de 2019, foram registrados 450 casos de abuso e/ou violência física, psicológica ou sexual contra crianças e adolescentes na capital amazonense.

De abril de 2018 a março deste ano, a DEPCA prendeu, em flagrante, 107 pessoas acusadas de cometer crimes contra crianças e adolescentes. Entre os principais estão os crimes de violência física e abuso sexual.

No mesmo período, foram cumpridos 38 mandados de prisão e/ou busca e apreensão, além da conclusão de 487 inquéritos encaminhados à Justiça e 250 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs).

Até março deste ano, a DEPCA efetuou 40 prisões, segundo dados preliminares da SSP-AM.

Notícias Relacionadas