Polícia realiza operação contra maus-tratos e resgata idosa em situação de abandono

256

A Delegacia Especializada em Crimes Contra o Idoso (DECCI), da Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), deflagrou a operação “Levítico”. De quinta-feira (23) para sexta-feira (24), foram verificadas denúncias anônimas relacionadas a maus-tratos a idosos, resultando no resgate de uma vítima em situação de abandono.

Conforme a delegada Andréa Nascimento, titular da DECCI, a operação contou com a parceria do Centro Integrado de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa (Cipdi). “Enquanto a equipe da polícia verifica a procedência da denúncia no aspecto criminal, o Centro faz a avaliação psicossocial da família da vítima e das condições em que o idoso está vivendo”, explicou a delegada.

Em uma das casas vistoriadas no bairro São Raimundo, zona Oeste, policiais verificaram a situação de uma idosa de 75 anos, com deficiência física, vivendo em condições precárias. Desnutrida, a idosa foi resgatada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Abandonar o idoso é crime previsto no Código Penal. Pela lei, abandonar o idoso em hospitais, casas de saúde, entidades de longa permanência ou não prover suas necessidades básicas, quando obrigado por lei ou mandado, pode resultar em prisão de seis meses e multa.

No caso do crime de abandono de incapaz, a pena é de seis meses a três anos de prisão. Caso o abandono resulte em lesão corporal grave, a pena pode ser aumentada para até cinco anos. Se a vítima morrer por causa disso, pode chegar a 12 anos. A pena aplicada pelo juiz é aumentada em um terço caso a vítima seja idosa, alcançando até 16 anos de reclusão.