Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Polícia

Suposto assaltante é morto por justiceiro no Jorge Teixeira

O homem estaria cometendo assaltos na região, mas foi seguido por uma das vítimas e acabou sendo alvejado com vários tiros

Suposto assaltante é morto por justiceiro no Jorge Teixeira
Foto: Divulgação

Manaus / AM - Um jovem suspeito de estar cometendo assaltos na noite desta quinta-feira (13), foi morto a tiros por homens armados na avenida Brigadeiro Hilário Gurjão, na Quarta Etapa do bairro do Jorge Teixeira, na zona Leste da capital amazonense. O jovem foi identificado como sendo Jhonata dos Santos da Silva, de 21 anos.

De acordo com informações de populares repassados para policiais militares da 30° Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Jhonata estaria cometendo diversos assaltos na localidade junto com um outro comparsa que não foi identificado. A dupla estaria em uma motocicleta e estaria sendo perseguida por homens armados em um veículo modelo Cobalt, que teriam presenciado os roubos.

Os dois suspeitos foram atropelados pelos homens no carro e, a arma que estava com eles caiu. Um dos homens conseguiu fugir mas Jhonata ficou bastante ferido e ficou deitado.

Um "justiceiro" pegou a arma do suspeito e atirou diversas vezes contra ele, que continuou vivo.

Enquanto os populares estavam rodeando o suspeito no chão, dois homens não identificados se aproximaram da multidão e mandou o povo se afastar do jovem. A dupla iniciou uma série da agressões físicas em Jhonata e em um determinado momento, um dos homens efetuou um disparo na cabeça do suspeito, que não resistiu aos ferimentos e veio a óbito ainda no local.

Um vídeo que circula nas redes sociais, mostra o exato momento em que a dupla chega no local agrendido o suspeito no chão. Em um determinado momento um pessoa fica em frente a câmera, e apenas se ouve um disparo.

Os homens fugiram do local levando a moto dos suspeitos, tomando rumo ignorado.

O corpo do homem foi encaminhado para a sede do Instituto Médico Legal (IML) no bairro da Cidade Nova, na zona Norte de Manaus, onde passará por exames de necropsia, antes de ser liberado para o sepultamento por parte de familiares.

Agora o caso deve ser investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que esteve no local para recolher evidências sobre o crime.

AVISO - Imagens com conteúdo violento. Se deseja exibir click neste aviso.

Notícias Relacionadas