Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Política

Deputados farão Audiência Pública para debater redução do ICMS dos combustíveis no Amazonas

Deputados farão Audiência Pública para debater redução do ICMS dos combustíveis no Amazonas
Foto: Divulgação

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto, recebeu na manhã deste sábado (15), manifestantes, representantes de caminhoneiros, motoristas de aplicativo e sociedade civil que reivindicam a redução do preço dos combustíveis no Amazonas, através da redução do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços). Durante a reunião, que ocorreu na sede do Parlamento, foi sugerida a realização de uma Audiência pública na próxima quarta-feira, dia 19 de fevereiro.

“A Assembleia mais uma vez abriu o diálogo, fará uma coleta de dados, para ver o que é possível fazer e assim sugerir o melhor caminho ao Governo do Estado. Principalmente porque os preços dos combustíveis afetam o cidadão comum, o pai de família, os empresários. Tem a questão do transporte que também acaba encarecendo os preços dos produtos. Então faremos na quarta-feira uma audiência pública, dia 19, com apresentação de dados técnicos, que possam servir de base para a nossa análise”, disse Josué Neto.

Após a reunião um dos manifestantes, Josué Rodrigues, disse que espera que seja possível alguma redução no valor de todos os combustíveis comercializados no Amazonas. “Se não der pra zerar o ICMS, que pelo menos reduza porque do jeito que está não tem condições”, afirmou.

Para o representante dos motoristas de aplicativo, Alexandre Matias, com a redução dos valores dos combustíveis os gastos que a categoria tem para trabalhar cairão pela metade. “Estamos precisando disso. Nosso gasto hoje é alto com combustível e com a redução a nossa categoria será muito beneficiada”, disse.

Segundo o deputado Dermilson Chagas, que também participou da reunião, serão convidados para a audiência a Sefaz (Secretaria de Estado da Fazenda), o Corecon (Conselho Regional de Economia do Amazonas) e demais órgãos que possam apresentar dados técnicos sobre os impactos positivos e negativos que a redução do ICMS pode trazer para o Amazonas.

Também participaram da reunião deste sábado os deputados Abdala Fraxe (Podemos), o representante dos motoristas de aplicativo Alexandre Matias, o advogado Fernando Borges representando a Ordem dos Advogados do Amazonas (OAB-AM), além de representantes da sociedade civil.

Notícias Relacionadas