Seu Navegador não suporta scripts.
Carregando

Política

Lançamento da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência movimenta Aleam

Lançamento da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência movimenta Aleam
Foto: Divulgação

Na manhã desta terça-feira (20), o lançamento da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência, movimentou o plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).  O lançamento da Frente, proposta pelo deputado Álvaro Campelo (Progressistas), teve a presença da secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Seped), Viviane Pereira da Silva Lago Lima, e do representante da Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), Paulo Roberto Amaral Vieira.

Ao discursar sobre a criação da Frente Parlamentar da Pessoa com deficiência, Alvaro Campelo considerou o movimento muito importante. Para ele, se houvesse respeito às pessoas com deficiência, não haveria necessidade de brigar por uma rampa de acesso ou cotas de trabalho, o preconceito e discriminação existem, mesmo de forma velada. “Dizem que não existe, mas existe. Mas as pessoas com deficiência não precisam de piedade. Precisam de amor, carinho e respeito, acima de qualquer coisa”, afirmou.

Durante a Sessão Plenária, o deputado Fausto Júnior (PV) falou sobre a estudante de Psicologia Thalia Oliveira, de 18 anos, morta com um tiro na nuca, durante operação policial na madrugada de domingo (18), em Rio Preto da Eva (a 84 km de Manaus). Fausto Júnior definiu como “injustificável” a atitude do policial, deixando a cidade de luto e espera esclarecimentos da corregedoria militar.

Num breve discurso, o deputado João Luiz (PRB) voltou a defender o uso da bicicleta como meio de transporte e a necessidade de ciclovias. Parabenizou o presidente da Casa, Josué Neto (PSD), por apresentar requerimento para construção de um bicicletário. “Esta Casa será a primeira a instalar um bicicletário. O presidente Josué Neto dá um exemplo para ciclistas e servidores”, disse.

Serafim Corrêa (PSB) também se pronunciou no plenário, enquanto no painel mostrava imagens de satélite do Amazonas que, em princípio, segundo ele, “está bem preservado. Mas Estados vizinhos, como Rondônia e Pará, estão sendo alvo de queimadas. Precisamos acender a nossa luz vermelha. Dos dez municípios com mais queimadas, quatro são nossos: Pauini, Novo Aripuanã, Boca do Acre e Lábrea”,  explicou Serafim.

Já o deputado Sinésio Campos (PT) informou sobre uma visita ao município de Urucurituba (a 208 km de Manaus), no fim de semana, quando realizou uma Audiência Pública para tratar de segurança pública. Existe “uma relação de atrito entre o delegado e o prefeito” e por isso ele foi lá ouvir “todas as partes”. Cerca de 300 pessoas participaram da audiência.

Sessões Especiais

Na primeira Sessão Especial, realizada às 10h, o superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana, prestou informações sobre o Fundo Amazônia, a convite de todos os deputados. Durante duas horas, Virgílio defendeu a instituição que dirige, argumentando que a atuação de todos os envolvidos trouxe melhoria e mais qualidade de vida para quem vive no campo e respondeu a questionamentos de vários deputados. E na segunda Sessão Especial, a titular da Seped, Viviane Pereira, recebeu a Medalha Ruy Araújo, por indicação da deputada Dra. Mayara (PP).

Notícias Relacionadas