TSE afirma que auditoria do PL sobre conformidades das urnas é ‘falsa e mentirosa’

O vice-presidente do Partido Liberal (PL), Capitão Augusto, divulgou uma nota à imprensa assinalando uma série de falhas no TSE que podem afetar o resultado das eleições, e citou uma auditoria feita pelo partido.

O documento intitulado Resultados da Auditoria de Conformidade foi enviado à Corregedoria Geral Eleitoral para instauração de procedimento administrativo e apuração de responsabilidade do PL.

Em resposta imediata ao documento enviado pelo PL, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Alexandre de Moraes, por meio do TSE pediu imediata anexação do caso no inquérito das ‘Fake News’, para apuração de responsabilidade criminal de seus idealizadores.

A nota ressalta diversos elementos fraudulentos no referido ‘documento’, o fato aconteceu no mesmo dia em que Alexandre de Moraes inaugurou a sala de totalização de votos reforçando a transparência e segurança do processo eleitoral: “É importante esclarecer que essa sala não conta votos. Não é contagem manual de votos. A partir do momento em que cada urna eletrônica é finalizada, já sai o boletim de urna com os votos. Isso entra no sistema, que faz a totalização a partir do programa que nós mesmos lacramos no dia 2 de setembro. Ou seja, não há participação humana nisso”, explicou o magistrado.